4 dicas de finanças para revendedoras independentes

4 dicas de finanças para revendedoras independentes

Uma revendedora de produtos sabe a importância de manter as finanças do negócio organizadas. Isso porque, para alcançar a independência financeira não basta vender bem, é preciso ter noções básicas de finanças.

Conquistar uma vida estável através da venda direta é um objetivo totalmente possível. Mas, antes de começar a vender, você deve saber como gerir adequadamente seus futuros ganhos.

Pensando nisso, preparamos esse post com 4 dicas de finanças para revendedoras independentes. Quer aprender? Continue lendo!

1. Separe gastos pessoais e do negócio

A primeira dica é você criar o hábito de não misturar suas despesas pessoais com as do seu negócio. Aliás, essa é uma grande premissa para o sucesso de qualquer profissional autônomo.

Você deve se portar como uma empresária que retira uma quantia fixa mensal — uma espécie de salário — do seu negócio e investe o restante, seja adquirindo novos produtos ou criando uma reserva financeira.

Outro grande desafio de finanças para revendedoras independentes acontece no momento de utilizar o cartão de crédito.

Uma dica importante nesse caso é fazer uso de dois cartões, um para os gastos pessoais e outro para as despesas do negócio. A partir de então, tenha consciência e controle dos seus gastos, dividindo as compras entre os cartões.

2. Invista parte do lucro no negócio

Conforme dito, você deve se portar como uma empresária na condução do seu negócio. Portanto, é interessante que ao final do mês você calcule o lucro obtido, retirando uma quantia para você e investindo parte desse valor na aquisição de novas mercadorias.

Nos casos de produtos de pronta entrega, como semijoias por exemplo, ter um mostruário completo, com uma grande quantidade e variedade de itens, renderá ainda mais vendas, pois você transmitirá a imagem de uma revendedora de sucesso, sempre pronta a atender as diversas demandas de suas clientes.

3. Tenha um controle de finanças para revendedoras independentes

Para manter suas finanças devidamente organizadas é interessante fazer uso de algum método de registro de informações. Seja por meio de planilhas, agenda, caderneta, aplicativo de celular ou computador, o importante é anotar tudo o que você vende e recebe.

Uma dica valiosa é fazer uso de sistemas na nuvem. Você já ouviu falar do Super Revendedores? Trata-se de um aplicativo de gestão bem simples, que, além de melhorar de forma considerável a organização de suas finanças, reduz o tempo gasto com essa tarefa.

Ademais, você poderá desfrutar de um dos maiores benefícios dos serviços em nuvem: acessar as informações de onde estiver, tendo à sua disposição um controle de finanças mais fácil e eficaz.

4. Crie um sistema de cobrança eficiente

Todos que trabalham com comércio sabem do desafio de cobrar clientes inadimplentes sem que isso afete a relação e rompa o processo de fidelização.

Exatamente por isso, você deve ter um sistema de cobrança bem definido, primando pelo respeito e eficiência. Para tanto, tenha um controle das dívidas de cada cliente e saiba lembrá-las em caso de atrasos.

E não se esqueça: a cobrança jamais poderá constranger ou expor suas consumidoras a situações vexatórias. Seja discreta, clara e pergunte quando poderá receber a quantia em aberto em tom amistoso.

Com as informações certas, é possível manter as finanças no negócio de venda direta sempre organizadas. Agora que você já conhece todas essas estratégias, basta colocá-las em ação e tornar-se uma revendedora de sucesso!

Quer aprender um pouco mais sobre finanças para revendedoras independentes? Então não deixe de conferir os 6 passos para calcular a margem de lucro na revenda de folheados.

 


Comentários