7 cuidados para ter com a orelha furada recentemente

7 cuidados para ter com a orelha furada recentemente

Hoje, trataremos de um assunto doloroso (mas só um pouquinho): furos na orelha. Conforme comentamos neste post, a mania de usar mais de um brinco deixou de ser coisa de garota rebelde faz tempo. Atualmente, ter a orelha furada mais de uma vez é questão de estilo e personalidade.

Então, se você balançava com a possibilidade de espetar seu apêndice auditivo novamente, este é o momento. Claro que promover uma intervenção no corpo, por menor que seja, requer alguns cuidados. Nada pior do que perceber uma irritação no local por descuido ou, em casos severos, precisar recorrer a um médico.

Não cometa esse deslize. Para evitar que sua vontade de entrar na moda seja motivo de dor de cabeça, aqui vão 7 cuidados para ter com a orelha furada recentemente. Anote aí:

1. Dê um tempo para o furo consolidar

A primeira dica para quem acaba de realizar um novo furo na orelha é: seja paciente. Independentemente se você pediu a uma amiga (alternativa não tão indicada), foi até uma farmácia ou a um body piercer para fazer a “operação”, existe um período necessário para que o furo se consolide. Do contrário, ele pode voltar a fechar.

Portanto, é imperativo manter o brinco usado na furação em sua orelha por, pelo menos, seis semanas. É um tempo relativamente longo, por isso escolha uma peça discreta para usar (um ponto de luz, por exemplo). Assim, você não fica agoniada para tirar e nem vai notar os dias passarem.

2. Não mexa no furo sem necessidade

É compreensível que uma mudança dessas no visual nos deixe com ganas de ficar cutucando a orelha a todo momento. Porém, não contraia esse cacoete! A razão é que, ao mexer nos novos furos, você aumentará as chances de infeccionar o local.

A menos que você seja absolutamente criteriosa com a higiene das mãos, o ato de levar os dedos até o furo recém-aberto pode contaminá-lo. Especialmente quando estamos na rua e não há um lavabo por perto.

Sendo assim, evite mexer no furo sem necessidade.

3. Tenha cuidado ao colocar ou tirar blusas e camisetas

Pode parecer excesso de zelo, mas quem nunca enganchou uma peça de roupa no brinco em virtude de uma ação apressada? Sabe como é: você está atrasada para o compromisso e precisa se trocar rapidamente, vai puxando a blusa de qualquer jeito e… quase leva o brinco junto!

Com a orelha furada recentemente é bom maneirar. Remova a camiseta ou a blusa com todo o cuidado, segurando pela gola para fazê-la passar pela cabeça sem encostar nas orelhas. Adote o mesmo procedimento para vestir a roupa.

Um descuido e você pode ganhar um nada agradável rasgo na orelha.

4. Nunca use brincos de furação com níquel

Se você acompanha os posts aqui da Linda Bela já foi alertada para o perigo que o níquel representa. A despeito disso, o metal ainda é amplamente usado na indústria de acessórios, o que justifica o aviso extra.

Então, fique atenta à composição do brinco que pretende usar tão logo faça a furação. Caso a liga metálica contenha níquel, a possibilidade de causar alergias aumenta consideravelmente.

Para escapar desse incômodo, verifique se a peça possui a certificação “níquel free” (neste post você tem algumas dicas para reconhecer um brinco antialérgico).

5. Procure dormir com o rosto para cima

De todas as recomendações feitas até aqui esta é, provavelmente, a mais difícil: mude o seu jeito de dormir. Isso porque cada pessoa tem uma maneira muito particular de puxar um ronco — e muito poucas envolvem passar a noite com o rosto apontando para o teto.

Se, entretanto, conseguir essa proeza, tanto melhor para sua orelha furada recentemente. Já que terá de ficar com o brinco de furação ao menos seis semanas sem tirar, o fato de encostar a orelha no travesseiro pode causar uma eventual irritação.

Claro que a gente não tem muito controle sobre o corpo enquanto dorme. Algumas pessoas, inclusive, se mexem bastante durante o sono. Mesmo assim, vale tentar se adestrar para manter o rosto para cima o máximo possível.

6. Limpe os furos diariamente

Esse é um procedimento importantíssimo, por isso mantenha a higiene diária do furo recente. Isso pode ser feito de maneira muito simples e deve começar, como mencionado no segundo tópico, com uma boa limpeza das mãos. Uma boa dica é usar sabonete antibacteriano para eliminar qualquer risco de contaminação.

A seguir, ponha um pouco de sabonete neutro nos dedos, esfregue-os para fazer um pouco de espuma e aplique com cuidado nas duas extremidades do furo. Use um pano limpo e úmido para retirar o excesso do produto.

Também é possível usar um cotonete embebido em soro fisiológico, álcool isopropílico ou aplicar um produto específico para higienização da orelha furada com um chumaço de algodão. O importante é fazer a limpeza cuidadosa do furo duas vezes por dia.

Durante a limpeza, com a orelha ainda molhada, não esqueça de girar suavemente o brinco para evitar que ele grude no ferimento enquanto está cicatrizando. Segure-o pela tarraxa, na parte de trás da orelha, e gire em 180º com cuidado para um lado e para o outro.

Certifique-se de que a orelha esteja molhada. Do contrário, pode causar sangramento e atrapalhar a cicatrização.

7. Em caso de infecção, procure um médico

Se, apesar dos cuidados listados acima, você contrair uma infecção na orelha em razão do furo recente, não hesite em procurar um médico. Novamente, pode parecer cuidado excessivo, mas não é incomum que problemas de pequena importância se tornem uma bela dor de cabeça.

Além disso, o médico (ou mesmo um farmacêutico experiente) poderá solucionar rapidamente um incômodo que, de outro modo, demoraria muito mais tempo para passar. Imagine-se tendo um compromisso elegante no final de semana e a sua orelha estiver parecendo um pimentão. Ninguém merece.

Por isso, se após dois dias de cuidados caseiros a vermelhidão persistir, se houver secreção no local, inchaço ou ocorrência de febre, remova o brinco e vá ao médico. Se for o caso de você tomar um antibiótico ou algo do gênero, melhor fazê-lo sob orientação profissional do que sair se medicando por conta e risco.

Com esses cuidados simples você evita aborrecimentos com a orelha furada recentemente e poderá curtir suas combinações de brincos após a cicatrização sem dor e sem culpa. Aproveite!

Falando em aproveitar, não deixe de conhecer as peças que estão fazendo o maior sucesso. Dê só uma olhadinha neste post sobre os brincos da moda, está bárbaro!

 


Comentários