Banho de ródio: tudo o que você precisa saber

Banho de ródio: tudo o que você precisa saber

Embora desempenhe um papel importante no ramo joalheiro, o ródio não goza da mesma popularidade do ouro ou da prata. Porém, depois que o escurecimento de joias começou a fazer sucesso comercial, muita gente passou a falar de um tal banho de ródio, fazendo o que era “segredo” de joalheiros virar assunto dos blogs de estilo.

Como o tema interessa ao segmento de semijoias, reunimos neste post tudo o que você precisa saber sobre o banho de ródio. Acompanhe!

O que é o ródio?

Brilho e resistência são dois adjetivos comumente usados para designar o ródio (Rh), um metal pertencente ao grupo da platina, descoberto em 1804 pelo químico inglês William Hyde Wollaston.

No ramo joalheiro, é usado para dar acabamento a joias e semijoias, num procedimento chamado de banho de ródio.

Os benefícios do banho de ródio

O banho de ródio (também chamado de acabamento rodinado) reveste joias e semijoias com uma camada protetora contra o desgaste natural provocado pelo uso do produto.

Por ser um metal duro e pouco oxidante, uma cobertura de ródio confere à peça maior resistência contra riscos e manchas.

Além disso, ele é muito brilhante, e essa qualidade tem um valor estético importante, visto que a joia (ou semijoia) fica muito mais bonita ao passar pelo acabamento rodinado.

Inclusive, está na moda a aplicação do ródio com corante para escurecer as peças. De uns tempos pra cá, o ródio negro se tornou uma alternativa festejada pela versatilidade e beleza do resultado.

O banho de ródio em joias feitas com ouro branco

O banho de ródio também desempenha um papel importante no acabamento de joias feitas em ouro branco.

Considerando que o ouro branco é resultado de uma liga metálica composta por 75% de ouro e 25% de algum metal branco, como o níquel ou o paládio, a proporção faz com que a peça tenha um leve predomínio do tom amarelado, característico do ouro.

Em algumas situações, isso não é problema. Mas, quando o brilho e a pureza do tom prateado são requisitos importantes, o acabamento rodinado entra em cena, deixando a joia muito mais branca, radiante e, além disso, mais resistente.

O ródio e as semijoias

Semijoias são peças produzidas a partir de algum tipo de “banho metálico”, pois a peça em si não é feita com material nobre. É apenas no acabamento que ela ganha um revestimento de ouro, prata ou ródio.

Assim, peças folheadas a ouro branco e prata são bastante comuns. No entanto, novamente o banho de ródio leva vantagem sobre ambos os processos, em função do brilho, brancura e da resistência que ele confere.

Com o uso, a semijoia tende a escurecer. Isso ocorre por causa da oxidação provocada pela ação do tempo. A prata é especialmente sensível ao ambiente e tende a oxidar rapidamente, dependendo do quanto é usada e da maneira como é usada (se muito exposta a produtos químicos, por exemplo).

Sendo assim, o acabamento rodinado é mais eficiente e oferece melhores resultados que as semijoias banhadas em prata ou ouro branco.

O banho de ródio é eterno?

Embora mais resistente ao desgaste, o banho de ródio não é permanente. Com o tempo, a camada rodinada vai perdendo o efeito.

Isso depende muito da qualidade do acabamento e do quanto a peça é “requisitada”. Uma aliança, por exemplo, não costuma sair do dedo, diferente de um par de brincos, que pode ser usado ocasionalmente. Também vai depender do cuidado do usuário em evitar materiais abrasivos e oxidantes.

Levando esses fatores em conta, é possível que o acabamento permaneça eficaz por um ano ou dois. Depois disso, caso você queira restabelecer o brilho e a vitalidade da peça, basta encomendar outro banho de ródio que a joia ou semijoia ficará novinha em folha!

Para finalizar, que tal conhecer as semijoias da Linda Bela? Nossas peças banhadas em ródio são maravilhosas!

 


Comentários