Colares femininos: tudo o que você precisa saber

Colares femininos: tudo o que você precisa saber

Acessórios de beleza estão para o figurino assim como a arte-final está para o desenho. E os colares femininos não fogem à regra: são aquele último detalhe que deixa o visual em ponto de bala — ou, dizendo de outra maneira, são a cereja do bolo.

E isso vale tanto para uma produção cuidadosamente elaborada — dessas que fazemos com o objetivo confesso de impressionar — quanto para uma montagem sem maiores preocupações, unicamente com a intenção de dar um toque de classe a um look confortável e descompromissado.

Em vista dessa condição (e o nome “acessório” já diz muito), o colar não pode ser considerado uma peça avulsa, que você escolhe sem levar em conta o vestuário e os outros itens da produção. Mas, sim, como parte de um time, no qual cada elemento cumpre uma função para que o todo fique harmônico e de acordo com o perfil da usuária.

Conseguir esse encaixe nem sempre é fácil. Por isso, reunimos neste post tudo o que você precisa saber para tirar o melhor proveito dos colares femininos. Confira:

Antes de tudo, observe o decote

O decote é uma das partes mais vulneráveis, digamos assim, do look feminino. Isso porque ele tende a chamar muito a atenção — e nem sempre em razão da ousadia, mas justamente pelo uso do colar, que pode valorizar com muito requinte a região do colo ou destoar de forma deprimente do restante do modelito.

Além disso — e aí voltamos a falar da questão da ousadia —, o decote possui regras próprias de utilização, que variam conforme o estilo pessoal, o tipo físico e, principalmente, a ocasião.

Para resumir, podemos dizer que um compromisso de trabalho requer um decote mais conservador, enquanto que uma balada pode tranquilamente pedir um decote cavado — desde que você esteja no clima, é claro.

Feitas essas considerações, podemos acrescentar que decotes mais fechados (ou mais horizontais) casam bem com colares mais justos no pescoço, fininhos e discretos. Já os decotes em V ficam melhores com colares longos.

Explore tamanhos, formatos e materiais

Esta realmente é a parte mais legal desse negócio de escolher um colar para uma ocasião especial: poder explorar as possibilidades de tamanhos, formatos e materiais.

Quem não gosta de receber aquela amiga revendedora de semijoias e ficar por dentro das novidades, se contendo para não comprar o mostruário inteiro?

Pois é, tem opção que não acaba mais. Vamos analisar algumas:

Comprido ou curto?

O colar comprido está muito em voga e não é para menos: dá um charme extra a figurinos sóbrios, como uma blusa de gola alta, e também valoriza um decote um pouco mais cavado.

Para esse último caso temos o colar gravatinha, que é uma graça e funciona muito bem para dar um toque delicado à produção, seja ela mais despojada ou um pouco mais sexy.

Todavia, se o objetivo é dar um destaque especial ao pescoço, vale apostar num modelo bem justo, como a já famosa gargantilha choker.

Este também é um modelo versátil, que vai do chique ao despojado de acordo com o gosto da cliente. Quer assumir um ar de mistério e sedução? Vá de choker. Quer atitude? É com ela também. Romantismo? Idem!

Com pérolas ou cristais?

O colar de pérolas não precisa ser descartado como uma ideia careta, assim como os cristais não necessariamente são indicados somente para momentos de glamour. Com a produção certa, tanto o clássico quanto o sofisticado ganha uma leitura muito mais arrojada e funcional.

A dica aqui é: aproveite o melhor que cada material pode oferecer, compondo com o restante do look para criar um visual marcante e harmonioso.

Grande (maxi) ou discreto?

Os maxi colares são uma opção muito refinada e especialmente acertada para figurinos mais neutros. Porém, a lei do “menos é mais” costuma ser muito eficiente, o que abre caminho para o uso de colares discretos e com desenho delicado.

Aqui, nem tanto a ocasião predomina, mas fundamentalmente o astral da pessoa. Se estiver se sentindo mais exuberante, ela pode pensar num maxi colar. Porém, se o momento for de distanciamento ou introspecção, um charmoso colar de feitio suave cairá perfeitamente bem.

Dourado ou prateado?

A escolha entre o dourado e o prateado está, por outro lado, plenamente condicionada ao figurino. A ocasião também exerce influência, com o dourado ganhando pontos em momentos de maior glamour e sofisticação (sem contar que, dependendo do seu gosto, ele é absolutamente aceitável em situações cotidianas).

Já o prateado tem sua melhor expressão como um item moderno em produções mais arrojadas, contando para isso, com o brilho incrível do ródio. Porém, o prateado pode ser um companheiro do dia a dia tão eficiente (às vezes até mais) quanto o dourado.

Quer uma dica? Use e abuse dos dois!

Com ou sem pingente?

Pingentes com visual moderno, bem ao gosto dos dias atuais, ficam uma beleza para usar em colares femininos.

Porém, outras variáveis entram na escolha de um pingente que não apenas a tendência do momento. Existe uma certa dose de subjetividade na coisa. Por exemplo, a superstição ou a fé. Dessa forma, pingentes da sorte ou com motivos religiosos estão sempre em pauta.

Mas vale ressaltar que os colares sem pingentes também têm seu espaço. O cordão baiano é uma ótima opção para quem não dá muita bola para pingentes.

Se preferir, monte um mix

O mix de colares é muito bacana, pois cria looks poderosos e de muito alto-astral. Portanto, se você curte uma produção mais caprichada e tem especial afeição pelos colares femininos, não deixe de aderir a essa tendência.

Mas existem algumas contraindicações: tenha muita atenção na hora de compor um mix, combinando os diferentes acessórios de uma forma que o conjunto fique harmonioso entre si e em relação ao restante do figurino.

Evite ainda embaralhar as peças: o melhor é usar colares de comprimentos diferentes para criar simetria. E, principalmente, não use um mix de colares e outro de pulseiras na mesma produção, pois vai deixar o visual muito carregado.

Por fim, aí vai a dica de ouro: sinta-se bem ao usar colares femininos. Ainda que você queira experimentar uma novidade (e isso é muito positivo), respeite sempre o seu estilo e personalidade. Melhor do que ficar na moda é parecer elegante de um modo natural e estar de bem com seu visual.

E, agora que você está totalmente por dentro do assunto, que tal conhecer a seção de colares da Linda Bela? Não importa o seu estilo, não importa a ocasião: tudo o que você deseja está lá. Pode confiar.

 


Comentários