Como escolher brincos para noivas exigentes?

Como escolher brincos para noivas exigentes?

O dia do casamento está marcado, “saves the date” já foram remetidos para todos os rostos que se espera ver no momento em que as portas da igreja se abrirem e o vestido está quase em ponto de prova. Que mais falta fazer? Ah, sim! Escolher os acessórios.

Eles são o que chamamos de cerejas do bolo. Aqueles toques de classe, escolhidos com muito tato e carinho para completar esse look tão especial e dar ainda mais expressividade ao figurino do grande dia (ou noite, a depender do desejo dos noivos).

Nessa categoria entram os brincos. E não é pouca a responsabilidade desses pequenos objetos que, do alto de sua posição privilegiada, dão sentido ao make up e adornam o rosto com graça e discrição (trata-se de um casamento, não esqueçamos).

Diante de missão tão digna, é de se perguntar: como escolher brincos para noivas, especialmente quando há um nível de exigência bastante grande em jogo?

Eleger a primeira peça que nos cair aos olhos não é uma opção. Embora pequenos (mas nem sempre), brincos são decisivos na montagem do look. Em algumas ocasiões, é tudo o que temos para enobrecer uma montagem, quando muito, carente de maiores enfeites.

Ou seja, depois de tantos preparativos e cuidados, você não vai querer pecar justo nos brincos, não é? Assim, o melhor a fazer é descobrir logo de uma vez como escolher brincos para noivas exigentes. Preparada para desvendar mais esse mistério do mundo fashion? Não percamos mais nem um segundo, então!

Cores e pedrarias

Quando falamos em cores de brincos para noivas, normalmente nos limitamos a duas opções diametralmente opostas: o branco (ou prata) e o dourado (sinônimo aqui de ouro).

Assim, podemos dizer que a escolha entre um ou outro está condicionada aos detalhes do vestido e demais acessórios. Quanto maior a predominância do branco, maiores as chances de optarmos pela prata, ouro branco ou pérola (que, por sinal, é tradicionalíssima em figurinos de noivas).

No entanto, se houver algum traço de dourado no look (nas sandálias, no vestido ou, mais provavelmente, na aliança), o ouro amarelo começa a entrar no jogo.

Dito isso, vamos à pergunta “xeque-mate”: por que não fugir ao padrão e inserir cor de fato na equação? Não é exatamente de hoje que brincos com cristais e pedras coloridas têm feito (literalmente) a cabeça das noivas, tendência impulsionada pelo modismo dos casamentos diurnos. Fica chique e dá certa leveza e romantismo ao visual.

Entre as opções de pedrarias, o destaque vai para a zircônia. Na forma de cristal ou em cores variadas, ela é uma opção requintada e acessível ao diamante (claro que, se você puder dispor de um, não deve hesitar em fazê-lo!).

Tamanhos e formatos

O tamanho e o formato dos brincos para noivas são determinados por questões compositivas e de harmonização do conjunto. Como sabemos, esses acessórios influenciam na percepção de quem os vê — podendo, assim, realçar uma característica física de quem os usa.

Claro que a regra do gosto pessoal ainda vigora aqui, mas convém estar atenta a modelos que destoem do propósito a que foram escolhidos (deixar o seu look deslumbrante).

Um exemplo simples: se o seu rosto tiver formato arredondado, é interessante usar brincos alongados para equilibrar a composição. Brincos redondos, por outro lado, não são recomendados. Assim como não se recomenda os tais brincos alongados se o seu pescoço for curto. Nesse caso, prefira peças pequeninas.

São coisas às quais o gosto deve se render. Assim como a relação entre brinco e vestido. Quanto mais elementos o seu traje tiver, mais singelo deve ser o adorno das orelhas. Um vestido menos carregado de informação, porém, se beneficiará de brincos vistosos (os famosos modelos de festa).

Deve-se notar também que os brincos precisam harmonizar com a composição do penteado e do adereço de cabelo, mantendo sempre numa relação de complementaridade: quanto mais peso visual o adereço impuser, mais discreto o brinco — e vice-versa.

Ainda sobre o tamanho, via de regra, devemos considerar o seguinte: brincos grandes pedem maior protagonismo (são perfeitos para se usar com vestidos tomara que caia) e, com isso, menos informação da parte dos demais elementos do look.

Nessa categoria entram as argolas maiores e, no caso de noivas mais ousadas, os charmosos ear cuffs.

Já os brincos pequenos são adequados aos figurinos mais carregados, assim como, eventualmente, os médios, do tipo “pizza” — embora estes últimos chamem um pouco mais de atenção, que precisará ser compensada no “conjunto da obra”.

Como escolher?

Essa resposta poderia ser respondida com um amplo “com sabedoria”. De fato, o principal juiz do seu look é seu olhar: se gostar do que vir, você pode considerar que fez boa escolha.

Claro que nosso julgamento pode ou não ser embasado nos valores certos e é por isso que há tantos artigos na web com dicas sobre como amparar nossas escolhas em parâmetros corretos. Por isso, aqui vão alguns:

Considere o modelo do vestido

Como já dissemos, quanto menos informação o traje possuir, mais ele pedirá apoio dos acessórios. Vestidos minimalistas oferecem uma ótima escada para brincos e demais adereços brilharem, de modo que o singelo não se torne “simplesinho”.

Também mencionamos que os modelos cujo corte deixam mais pele livre entre o colo e o rosto (os tipos tomara que caia) são ótimas molduras para brincos com pingentes alongados e de feitio mais elaborado.

Se a peça for o oposto do descrito acima, encolha as pretensões de seus brincos — sem, no entanto, perder de vista o diálogo necessário entre roupa e acessórios. Eles precisam combinar.

Dê atenção ao horário da cerimônia

No Brasil, casamentos ocorrem preferencialmente à noite. Porém, há uma tendência crescente de cerimônias ao ar livre e durante o dia (que são mais do gosto dos norte-americanos).

Normalmente, os casórios noturnos assumem o caráter de festa de gala. Por isso, pedem mais brilho e glamour. Já os de dia têm uma pegada mais suave, com figurinos menos elaborados, ainda que de bom gosto. Portanto, caem melhor os brincos menores, sem muito brilho ou pedrarias. A senha, nesse caso, é delicadeza.

Inclusive, há os casamentos na praia, do tipo “pé na areia”, e outros igualmente informais. Não faz sentido, em eventos assim, investir em um look sofisticado, não é mesmo? Isso nos leva ao tópico final:

Não perca seu estilo de vista

Ninguém vai querer entrar para o álbum do momento mais feliz de sua vida desconfortável, sentindo-se deslocada dentro de uma produção que não tem, definitivamente, nada a ver consigo. Tipo, parecendo uma princesa da Disney quando seu estilo é totalmente alternativo.

Por isso, a produção deve ser montada para ser linda, mas dentro de um conjunto de valores que expressem o modo de ser da pessoa. E isso inclui os brincos para noivas.

Parece muito para algo que é, em última instância, um detalhe do todo, mas vá pela gente: você não vai querer se ver nas fotografias, anos depois, usando um par de coisas que te parecem bizarras nas orelhas.

Por fim, não deixe de considerar as exigências da ocasião: escolha um par de brincos para noivas de boa procedência e capaz de suportar a longa fila de abraços e felicitações de seu casamento. E que ele dure para sempre (já os brincos, tanto quanto possível)!

Ficou em dúvida sobre quais modelos escolher? Ou, mais provável, sobre onde encontrar os modelos aqui sugeridos?

Não se preocupe, pois deixamos o melhor para o final: dê só uma conferida na seção de brincos da Linda Bela! Seja você uma noiva exigente, seja porque quer ficar na moda não importa a ocasião, o que não falta é opção. E tudo com garantia de procedência e totalmente níquel free. Então, aproveita!

 


Comentários