Como usar anéis? A beleza está em suas mãos

Como usar anéis? A beleza está em suas mãos

“Vão-se as modas, ficam os anéis”. De fato, mudam as tendências, novidades surgem a todo momento, mas determinados acessórios continuam aí, firmes e fortes. É o caso do bom e velho anel.

E bota velho nisso! A mania de enfeitar os dedos é coisa que se faz desde muito tempo. A maioria dos povos antigos já usava e até hoje a gente não consegue viver sem anel, seja uma joia, semijoia ou biju.

Então, quem não gosta que atire a primeira aliança!

O que muda, nessa história toda, é como usar anéis: tem gente que prefere um só e tem quem curta colocar um monte de uma vez; há as que amam os clássicos e há quem seja fã dos modelos modernos e supertransados.

E você, como prefere? Abaixo, selecionamos algumas ideias para inovar no uso desse acessório tão querido. Observe só:

Usar um só para ficar elegante

Às vezes, o anel é tão bacana que não sobra para mais ninguém: é ele e mais nada. Um solitário com aquela pedra magnífica ou uma meia aliança com um desenho incrível — não faltam exemplos de anéis “egoístas” por aí.

Principalmente num contexto mais sóbrio, um único anel tem um charme difícil de rivalizar, pois realça a delicadeza da mão e complementa o visual sem parecer exagerado (sabe quando você tem a impressão de que a mão está pesando uma tonelada?).

Mas mesmo o anel solo oferece possibilidades conforme o momento e o astral da pessoa. Por exemplo, que tal um aro bem fininho para um look despretensioso, mas com o devido sex appeal?

Ou então, uma peça cuidadosamente trabalhada com cravações em zircônia para combinar com o figurino mais elegante da balada?

Se, no entanto, passar despercebida não é a sua, dá para escolher um anel maior, daqueles que vêm com uma pedra ou cristal bem lindo e conferem um pouco de cor e energia ao seu visual, sem deixar de lado o luxo e a sofisticação.

Em resumo: é possível “vestir” a mão com um único anel e não perder a personalidade nem o requinte.

Usar mais de um no mesmo dedo para ficar estiloso

Mas eis que surge a dúvida: este ou aquele anel? Pensando bem, por que não os dois? Esta também é uma forma bem interessante de curtir seus aros de estimação: usando mais de um no mesmo dedo da mão.

Podemos, inclusive, dizer que esse estilo está em alta — o que faz um bem danado à moda, pois quebra um pouco a hegemonia do anel único sem comprometer o estilo ou deixar de lado a sutileza que muita gente cultiva.

E quando falamos de combinação de anéis, entram na conversa os aparadores, que são anéis que usamos junto com a aliança, seja para segurá-la (aparar), seja por curtição apenas.

Entre os acessórios usados nessa função, podemos citar o solitário e o chuveirinho, modelos que combinam tão bem com a aliança que parece terem sido feitos para andar assim, grudadinhos.

E tem mais: você pode “ensanduichar” a aliança entre dois anéis, usar apenas um na frente dela e, ainda, complementar o look com um inusitado anel de falange, o que é bem indicado para quem tem um espírito alegre e adora inovar.

Usar em vários dedos para arrasar

Outra forma de usar que cativa muita gente é espalhando anéis por tudo quanto é dedo. É uma maneira mais colorida de dispor dos acessórios e nos lembra um pouco das exuberantes ciganas, que certamente são uma inspiração para essa tendência.

O legal dessa moda é a liberdade que se tem de criar diferentes estilos, tendo como principal recurso a criatividade (e uma boa quantidade de anéis à disposição): é permitido empilhar alguns em determinado dedo, colocar um em cada dedo da mão (no polegar, inclusive, o que sempre fica muito estiloso), alternar peças grandes e anéis fininhos, e por aí vai.

Entram na brincadeira os já citados anéis de falange, os grandes anéis com pedras, alianças e outras peças de metal liso. Os materiais e as cores também estão liberados.

No entanto, é preciso observar algumas regras para evitar que seu mix se transforme num carnaval e atrapalhe o look.

É importante tentar harmonizar as peças e economizar nos demais acessórios. Isso significa: não use na mesma oportunidade o mix de anéis com um mix de pulseiras. Fica muito poluído.

O ideal é deixar seus anéis assumirem o protagonismo, adicionando pulseiras e/ou colares mais discretos e singelos.

Conclusão

Como se vê, não existe uma única forma de usar anéis. Você não deixa de estar na moda se decidir usar apenas um, dois ou três ou um mix inteiro. É mais uma questão de situação, figurino e estado de espírito.

Portanto, você pode usar alguns aros com pedras coloridas para embelezar um look neutro ou reforçar alguma característica da sua montagem.

Pode escolher uma peça com design moderno para complementar um figurino mais arrojado, um anel chamativo para sair à noite ou um modelo básico para ir ao trabalho.

O que importa é ter bom senso: observe se o anel está harmonizando com a roupa, a bolsa e demais acessórios, se o mix não está demais ou se algo parece fora de lugar. Experimente tirar uma ou outra peça, mudar um ou outro acessório, quem sabe até mesmo mudar a roupa (por que não?).

O importante é criar um look agradável e eficiente, no sentido de comunicar o seu jeito de ser ou seu astral no momento. A maneira como usar anéis, no final das contas, é principalmente uma questão de você se sentir bem com seu visual!

E, aproveitando que a história do mix entrou neste papo, convidamos você a inverter a lógica e entrar de cabeça na moda do pulseirismo. Nela, o que manda é o que vai no pulso! Então, acesse já o post e confira essa delícia de tendência!

 


Comentários