Quais são as maneiras de se trabalhar com revenda?

Quais são as maneiras de se trabalhar com revenda?

Volta e meia você descobre que alguma amiga está revendendo produtos. Ela te faz uma visita para oferecer a mercadoria e parece bastante entusiasmada com o novo negócio. Até arrisca um conselho: “Você também devia tentar!”

E por que não? Afinal, há muitos artigos que as pessoas desejam sendo vendidos assim, de porta em porta.

O detalhe é que existem duas formas distintas de se trabalhar com revenda: por meio de catálogo ou com pronta-entrega. Quer saber como cada uma funciona? Continue lendo este post!

Como é a revenda por catálogo?

Nesse sistema, você não precisa adquirir um estoque de produtos para começar a trabalhar (em alguns casos, apenas um kit inicial), o que praticamente elimina a necessidade de investimento prévio.

Basta colocar o catálogo na bolsa e sair oferecendo às clientes. Não precisa carregar uma sacola cheia de mercadorias consigo nem manter um estoque de produtos em casa (temendo o prejuízo de eventuais encalhes).

Uma vez que tenha efetuado uma venda, você comunica ao seu contato na empresa e, periodicamente, o total dos pedidos é encaminhado para que seja entregue aos clientes. Ao final disso, você ganha uma comissão pelo percentual de vendas.

A revenda por catálogo traz algumas desvantagens. As principais são o tempo que o produto leva para chegar e o fato de que as pessoas não podem tocá-lo de antemão, o que acaba desestimulando algumas vendas.

Como é a revenda com pronta-entrega?

A outra maneira de trabalhar com revenda é com a pronta-entrega. Nesse caso, a mercadoria está à vista da cliente, que pode experimentar (uma semijoia, por exemplo) e ficar mais tentada a comprá-la. Suas chances de concluir a venda, portanto, aumentam.

Por outro lado, é preciso manter um estoque de produtos — o que, dependendo do tipo de pronta-entrega, pode exigir um capital para investir.

Compra no atacado

Se você dispõe de dinheiro para aplicar no negócio, pode optar por essa modalidade. Ao comprar grandes quantidades no atacado, você consegue diminuir o custo de aquisição da mercadoria, o que possibilita aumentar a margem de lucro. Ou seja, seus ganhos podem ser maiores.

Sistema de consignação

Mas também é possível revender com pronta-entrega em sistema de consignação. Como na revenda por catálogo, aqui não há investimento inicial: você recebe o produto, revende e ganha um percentual de comissão.

Porém, é importante estar atenta à procedência do fornecedor e às regras de consignação para não frustrar as expectativas.

Qual é a melhor alternativa para se trabalhar com revenda?

A melhor alternativa depende basicamente de dois fatores:

Tipo de produto

O primeiro deles é o tipo de produto. Cosméticos e utensílios domésticos funcionam bem na revenda por catálogo pelo fato de algumas marcas consagradas terem se popularizado dessa forma.

Por sua vez, roupas e acessórios como semijoias têm melhor saída se revendidas com pronta-entrega, pois é parte da experiência de compra do cliente poder provar o produto e ter a certeza de que lhe cairá bem.

Perfil da revendedora

O outro fator a ser levado em conta é o perfil da revendedora. Se ela é do tipo conservador, mais cautelosa e menos disposta a correr riscos, o catálogo ou a pronta-entrega por consignação são os mais indicados.

Já uma revendedora mais agressiva, daquelas que apostam alto confiando no sucesso dos resultados, pode achar a opção pelo atacado a que mais tem a ver consigo.

Independentemente do perfil ou da modalidade escolhida, é preciso aliar a qualidade do produto à vontade de vencer, investindo na divulgação, tendo disciplina e disposição para conquistar a clientela.

Para complementar esse assunto com mais um conteúdo valioso, conheça 4 dicas de finanças para revendedoras independentes.

 


Comentários