Qual é a diferença entre diamante, zircônia e strass?

Pedras como diamante, zircônia e strass fazem parte do universo dos acessórios há bastante tempo e por se tratar de materiais amplamente difundidos, o tema acabou ganhando destaque.

Portanto, saber explicar a diferença entre diamante, zircônia e strass pode ser uma dica interessante que uma revendedora pode dar a uma cliente.

 

  • Diamante

O diamante é uma gema natural formada a partir do carbono. É considerada a pedra mais resistente e mais valiosa do mundo. No mercado de acessórios de moda o diamante é utilizado exclusivamente em joias, já que, devido ao seu alto valor, fica inviável a aplicação em semijoias ou em bijuterias.

Curiosidade: o termo “brilhante” é usado frequentemente por algumas pessoas como sinônimo de “diamante”, porém essa afirmação está incorreta. Na verdade, brilhante é um estilo de lapidação e não uma pedra preciosa, ou seja, a lapidação brilhante pode ser empregada ou não em um diamante.

 

  • Zircônia

Uma informação importante que toda revendedora de semijoias deve saber é que existem dois tipos de zircônias. O primeiro tipo é a zircônia natural, um mineral que raramente é encontrado na natureza. O segundo tipo é a gema artificial produzida em laboratório que, devido ao fato de ser cristalizada no sistema cúbico, é conhecida como zircônia cúbica.

Por ter um custo bastante acessível, a zircônia cúbica se popularizou e atualmente é amplamente utilizada na produção de semijoias. A zircônia cúbica é uma pedra de excelente qualidade, resistente, com um brilho fascinante e considerada a melhor imitação do diamante já produzida até hoje. Normalmente é impossível apontar a diferença entre uma zircônia cúbica e um diamante.

Qual é a diferença entre diamante, zircônia e strass?
Anel com zircônia cúbica da empresa Linda Bela

 

  • Strass

O strass é uma pedra sintética feita de vidro ou acrílico. Sua base é revestida de metal para que o brilho da pedra seja realçado imitando assim, um diamante. É uma opção mais barata que a zircônia, porém com qualidade inferior. É fácil perceber que com o passar do tempo o strass vai perdendo seu brilho.

Apesar disso, é importante ressaltar que mesmo possuindo uma vida útil menor do que a zircônia o strass é amplamente utilizado na produção de bijuterias e semijoias. Existem diversos modelos bastante sofisticados e elegantes que utilizam o strass como adorno.

Leia também: Qual é a diferença entre joias, semijoias e bijuterias?

 

Mas afinal, quando o assunto é semijoia, qual é o melhor custo-benefício? A zircônia ou o strass?

Depende do perfil da consumidora em questão. Existem mulheres que enjoam rápido de suas semijoias e gostam de trocar de peças o tempo todo. Talvez, para esse grupo de mulheres, uma semijoia com strass seja a opção mais adequada. Agora, se a cliente estiver procurando uma alternativa para uma joia, o produto deve ter uma durabilidade maior e, nesses casos, uma semijoia com zircônia tende ser a melhor opção.

O fato é que as revendedoras devem entender as necessidades e as expectativas de suas clientes e oferecer o produto correto para elas, sempre!

 


Comentários