Qual é o significado do anel em cada dedo?

Qual é o significado do anel em cada dedo?

Todo mundo sabe o que significa uma aliança no terceiro dedo da mão esquerda (ou no quarto, se você contar o polegar). Mas, você conhece o significado do anel em cada dedo da mão?

Embora pareça aleatório — e, de fato, a maioria das pessoas usa seus anéis sem maiores preocupações —, há razões para alguém enfeitar seus dedos. Algumas, como as manifestações de compromisso (casamento e noivado), são bem conhecidas. Mas há outras.

Usar anéis é uma prática que percorre a história da humanidade. Quase todos os povos os usaram: hebreus, gregos e romanos, entre tantos. Alguns, em função de suas crenças; outros, para evocar autoridade ou poder.

Para os esotéricos, a escolha do tipo de anel, do dedo e da mão em que é colocado pode revelar muito sobre a personalidade da pessoa.

Atualmente, o costume ainda dita alguns usos, mas é principalmente a moda que determina como um anel será usado.  Mesmo assim, há um significado do anel em cada dedo. Quer saber qual é? Vamos já contar.

Anel no polegar

Além de representar um importante salto evolutivo para a espécie humana, ao permitir o manuseio de ferramentas, o famoso dedo opositor é associado, na Quiromancia (a arte de ler as linhas da mão), ao ego.

Segundo esse conhecimento oriental, o polegar está relacionado à força de vontade do indivíduo. Usar um anel nesse dedo potencializa essa característica, reforçando o caráter confiante e independente do usuário, que demonstra, dessa forma, poder de decisão e um desejo de tomar as rédeas da própria vida, sem se preocupar com a opinião alheia.

Indica também que a pessoa é impulsiva e pragmática. Por fim, o anel no polegar ajuda a promover mudanças de rumo em nossa vida.

Anel no dedo indicador

O dedo que aponta (tanto para mostrar o caminho quanto para condenar) não poderia ser associado a outra coisa senão a liderança, autoridade e ambição. Não à toa, reis possuíam o hábito de usar vistosos anéis no dedo indicador.

Não quer dizer, porém, que colocar um anel ali fará de você uma pequena tirana. Mas pode, realmente, assinalar a sua capacidade de tomar a frente nas situações do dia a dia e seu poder de decisão.

Por outro lado, um anel no indicador talvez demonstre somente o desejo da pessoa de conquistar maior autoestima, buscando, através dele, ser o centro das atenções.

Anel no dedo médio

Muito acionado, hoje em dia, quando alguma situação desagradável está em curso, o maior dedo da mão é associado, na Quiromancia, ao planeta Saturno. Como está posicionado no meio da mão, é interpretado como um índice de equilíbrio e individualidade.

Portanto, quem escolhe usar seus anéis no dedo médio está querendo estabilidade na vida, dizem os especialistas na arte da adivinhação. Talvez seja pessoa um pouco insegura, temerosa de assumir responsabilidades — daí a sua necessidade de se manter na zona de conforto.

Ou então, é apenas alguém que adora lançar moda. Para isso, nada como um belo anel bem no dedo do meio.

Anel no dedo anelar

A tradição cristã atribui ao anel, com seu formato circular, sem começo nem fim, um sentido de união, de compromisso. Porém, sua relação com o matrimônio vem de muito antes. Os egípcios já o adotavam como símbolo do casamento em 2800 a.C., aproximadamente.

Dois mil anos depois, os gregos contribuíram para a consolidação dessa prática, ao acreditar que o anelar da mão esquerda dá início a uma veia que vai direto ao coração — a “vena moris”.

Aplicando seus recém-adquiridos conhecimentos em magnetismo, eles passaram a usar um anel de ferro imantado nesse dedo, de forma que o coração dos amantes ficasse para sempre atraído um pelo outro.

Em 860, o papa Nicolau I formalizou o uso do anel de noivado como prova pública da união de um casal.

Antes de ir ao anelar esquerdo, porém, o costume manda que a aliança seja precedida por um anel de noivado — o chamado solitário. Estrela dos filmes açucarados, nos quais o protagonista faz o clássico pedido de casamento ao seu par romântico, o solitário (normalmente, um anel de brilhantes) é colocado no anelar da mão direita. Só passará à mão esquerda no dia do esperado “sim”.

Além da conhecida referência ao enlace matrimonial, o anelar é considerado, pelos esotéricos, um canal de afeto e positividade. Por isso, usar um anel nesse dedo da mão direita demonstra um desejo inconsciente de viver com mais leveza e otimismo.

Anel no dedo mindinho

Posicionado no outro extremo da mão em relação ao polegar, o mindinho também se opõe a ele pela sua relação com o exterior da pessoa. Ligado ao planeta Mercúrio, o pequenino dedo tem valores associados à comunicação e à maneira como a pessoa lida com o mundo à sua volta.

É o dedo que rege os relacionamentos. Por isso, usar um anel no mindinho pode ajudar na vida conjugal, assim como a estabelecer sólidas relações comerciais.

Há quem ache ainda que o uso de um anel no mindinho tem a ver com “aquilo”: pode representar o desejo da pessoa em manter sua independência sexual, sinalizando, inclusive, que ela não possui nenhum interesse nesse sentido durante certo período.

Todavia, considerando que o mindinho é uma porta de contato com os outros, podemos imaginar que um anel nesse dedo favoreça o surgimento de novos relacionamentos.

Será que funciona mesmo? Difícil saber, mas, independentemente de simbologias, anéis embelezam nossas mãos e conferem uma sensação de confiança e bem-estar. A aliança nos deixa confortáveis e conectados a quem amamos e há sempre quem tenha o seu anel da sorte ou uma semijoia que é pau para toda obra.

Além disso, o significado do anel em cada dedo deve levar em conta o material com que o acessório é feito. Mas isso é assunto para outro artigo.

Por ora, que tal ler também este post sobre como acertar no mix de anéis? Se é verdade que eles podem trazer coisas boas para a vida da gente, o melhor mesmo é usar vários (mas sempre com estilo).

 


Comentários