Quero sair do meu emprego. Será que eu devo?

Quero sair do meu emprego. Será que eu devo?

Todo mundo fica cansado e desanimado no emprego em algum momento da vida. Quantas vezes você já ouviu algum amigo dizer: “não aguento mais esse meu chefe” ou ainda “eu queria mesmo é ter meu próprio negócio”? Tamanho descontentamento faz a pessoa pensar consigo mesma: “quero sair do meu emprego”.

Essa insatisfação e vontade de mudar é normal. Até porque a gente sempre quer procurar por algo que se ajuste melhor às nossas necessidades pessoais e profissionais. Afinal, a vida tem que valer a pena!

Mas será que pedir a conta é uma boa? Veja algumas dicas para quem pensa em sair do emprego:

1. A grama do vizinho nem sempre é mais verde

Às vezes a gente acha que o emprego do amigo é perfeito ou que abrir o próprio negócio é só alegria. Antes de deixar o seu emprego, saiba que haverá dificuldades e desafios em qualquer outra atividade que você venha a exercer.

2. Descubra o seu sonho

Você sabe que quer sair do emprego, mas já descobriu o que quer fazer da vida? Escolha algo que você tenha paixão em fazer. Caso contrário, acabará trocando 6 por meia dúzia.

Pense nisso! Encontre a atividade dos seus sonhos. Assim, suas chances de realização profissional aumentarão bastante.

3. Saiba que a mudança de atividade exige planejamento

Antes de pedir a conta é necessário planejar essa mudança.

Por exemplo, se você pretende abrir seu próprio negócio, comece perguntando: será que eu tenho perfil para trabalhar por conta própria?

Ou ainda, se você pensa em trocar de empresa, descubra qual é a companhia que você deseja trabalhar e o que é necessário fazer para conseguir concretizar essa mudança.

Não peça a conta e pergunte para si mesmo no dia seguinte: “e agora, por onde eu começo?”.

4. Use as horas vagas do seu emprego a seu favor

Você já pensou em testar alguma atividade profissional que te dê prazer sem sair do seu emprego atual? Você pode fazer isso nas horas vagas.

Essa é uma alternativa interessante pois além de diminuir o risco de uma demissão equivocada, você ainda ganha um dinheiro extra!

Por exemplo: antes de pedir a conta você pode iniciar, em paralelo ao seu emprego atual, um pequeno empreendimento na internet revendendo produtos no Mercado Livre.

Assim, na hora de abrir um e-commerce próprio você já terá alguma experiência com envio de produtos, pagamentos online e relacionamento virtual com clientes. E o mais importante: você terá a certeza de que estará deixando o seu emprego para trabalhar com algo mais prazeroso!

E aí, ainda está na dúvida se deixa ou não o emprego? Descubra 5 motivos para começar a trabalhar com o que gosta.

 


Comentários