Semijoias finas: o que são e por que valem a pena?

Semijoias finas: o que são e por que valem a pena?

Semijoias finas são peças sofisticadas e luxuosas, trazendo elementos presentes em diversos modelos de joias legítimas. Esses acessórios estão sempre em alta e, cada vez mais, invadem os armários das mulheres brasileiras.

Mas afinal, você sabe identificar uma semijoia fina? Será que vale a pena investir em uma peça desse tipo? Abordaremos a partir de agora tudo o que você precisa saber sobre o tema. Continue a leitura e confira!

Como reconhecer as autênticas semijoias finas?

Alguns aspectos são fundamentais para reconhecer uma semijoia fina. Detectar esses fatores é imprescindível para adquirir um produto de qualidade e com uma durabilidade maior, justificando o investimento.

Design único

A semijoia fina tem um design único e muito bem trabalhado. Os profissionais responsáveis pela sua concepção desenvolvem o modelo sempre pensando em um acessório de alta qualidade e de ótimo gosto, chegando muito próximo do aspecto de uma joia.

Banho de qualidade

Uma das principais características das semijoias é que elas são banhadas por um metal nobre, como ouro ou ródio. Esse banho traz mais durabilidade à peça, que é coberta com finas camadas de ouro por meio de um processo chamado galvanoplastia.

As semijoias finas devem possuir um banho de qualidade, impreterivelmente! Anéis, pulseiras e colares devem ser banhados com, no mínimo, 8 milésimos de metal nobre. Já os brincos podem receber 5 milésimos pois, normalmente, sofrem menos atrito.

Brilho inconfundível

As pedras que complementam as semijoias finas têm sempre um brilho próprio devido ao trabalho de lapidação de grande qualidade, feito por profissionais extremamente preparados.

As pedras naturais e os cristais — vidros de alta qualidade e com transparência acima da média — são lapidados para garantir uma aparência luxuosa às peças.

Outro adorno bastante utilizado nas semijoias finas, a zircônia merece um destaque por conta de seu brilho espetacular. É considerada a pedra que mais se aproxima a um diamante quanto à aparência e resistência.

Ausência do níquel

Um metal que não pode estar presente na produção das semijoias finas é o níquel. Comprovadamente, esse tipo de metal pode provocar reação alérgica.

Ainda que ele seja um metal importante, principalmente, para aumentar a resistência e a durabilidade do acessório, o níquel deve ser substituído, preferencialmente, pelo paládio — que tem as mesmas características, mas não causa alergia.

Por que vale a pena adquirir semijoias finas?

As semijoias finas cumprem um ótimo papel para quem gosta de usar acessórios com alta qualidade e muita beleza. Elas conseguem se aproximar muito de joias legítimas por conta do design, da aparência e da qualidade de produção.

Sendo assim, as semijoias finas acabam se tornando perfeitas para ocasiões especiais, como eventos de gala, festas e casamentos.

O preço acessível também é um fator decisivo! Optar por essas peças é a certeza de poder acompanhar as tendências, pois sempre será possível adquirir mais de uma. Seu custo-benefício justifica bastante a escolha por esse tipo de acessório.

Agora que você já conhece as características das semijoias finas, veja estas dicas de conservação e aumente a vida útil das suas peças!

 


Comentários